Casos Facultativos de Crase

 

O que é crase?

Crase é a fusão de preposição e artigo definido feminino, sendo formada por (a + a). O primeiro "a" deve ser uma mera preposição, o segundo deverá ser um artigo definido por acompanhar o substantivo feminino. É possível também haver a fusão de preposição mais pronome demonstrativo (a + aquela).

Refiro-me à aula de português do Professor Leo.

Refiro-me a + a aula = à

Refiro-me àquele curso de português do Professor Leo.

Refiro-me à + aquele = àquele

Quais são os casos facultativos de crase?

Normalmente, aprendemos apenas três casos facultativos de crase, mas falarei os quatros casos que podem aparecer nas provas de concursos públicos e vestibulares.

1 - Após a preposição ATÉ

É proibido crase após preposições, exceto a preposição "até", pois, diante dessa preposição, é possível empregar ou não o acento grave.

Vou até a loja comprar o curso de português.
Vou até à loja comprar o curso de português.

Mas muito cuidado, é facultativo desde que haja a fusão de preposição e artigo, isto é, depende da regência verbal ou nominal. 

Li até a página vinte da Gramática Simplificada.

Nesse caso, por mais que haja a preposição "até", não é possível empregar o acento grave, dado que o verbo "ler" pede objeto direto: li alguma coisa.

2 - Antes de nomes de Mulheres

Antes de nomes de mulheres, você poderá ou não empregar o acento grave, desde que a regência do verbo peça a preposição "a".

Diga tudo a Maria amanhã.
Diga tudo à Maria amanhã.

3 - Antes dos pronomes possessivos femininos

Muito cuidado, pois o pronome possessivo deve ser feminino e deve sempre acompanhar uma palavra substantiva, ou seja, deve ser um pronome adjetivo. Os pronomes possessivos são: sua, tua, minha, nossa e vossa.

Assisti a sua aula de português no youtube.
Assisti à sua aula de português no youtube.

Note que o pronome possessivo "sua" acompanha o substantivo "aula"; se o pronome viesse substituindo o substantivo, o acento grave seria obrigatório.

Refiro-me a sua apostila de português, não à minha.
Refiro-me à sua apostila de português, não à minha.

Nesse caso, o pronome possessivo "minha" está substituindo o substantivo "apostila", exercendo a função de pronome substantivo. O acento não poderá ser omitido antes de tal pronome; mas antes do pronome "sua" o acento é facultativo.

4 - Frases com duplo sentido

Há alguns casos em que o sentido pode ser alterado se empregarmos o acento grave, por isso falo que seria um caso facultativo de crase, uma vez que dependerá do contexto e do que se pretende dizer.

Ele cheirava a gasolina. = inalar
Ele cheirava à gasolina. = odor

O aluno bateu a porta. = fechar com força
O aluno bateu à porta. = chamou

Agora você já aprendeu todos os casos facultativos de crase; certamente, não errará mais questões de português sobre esse assunto. Quer aprender muito mais? Faça parte do curso de português online e tenha acesso a conteúdos exclusivos: videoaulas, dicas e macetes, e-books e simulados, além dos suporte direto com o Professor Leo.

TENHA ACESSO AO CONTEÚDO EXCLUSIVO

QUERO APRENDER MAIS
Close

50% Complete