Questão de português comentadas da banca Cesgranrio
SEMANA DO PORTUGUÊS SIMPLIFICADO - INSCREVA-SE GRATUITAMENTE
LIVROS CURSOS DICAS e MACETES BLOG AFILIADOS SEMANA DO PORTUGUÊS ACESSAR

Questões Comentadas de Português - Banca Cesgranrio

 

A banca Cesgranrio "adora" questões relacionadas à concordância verbal; não deixe de publicar esse assunto. Lembrando Que TEMOS UM curso completo para uma banca local Nosso em, Anteriores Provas com, curso de gramática completo, Questões comentadas em VÍDEO E Suporte cabelo WhatsApp.

Primeiramente, para você não errar questões de concordância verbal, ache o verbo e semper o questione: quem + verbo / o que + verbo.

a) Muito cuidado com o "se", pois, quando ele se refere ao índice de indeterminação do sujeito, o verbo ficará no singular, apresentando sujeito indeterminado. Exemplos de casos mais comuns ocorrem com:

Precisa-se de
Necessita-se de
Trata-se de
Desconfia-se de


Perceba que nesse caso, haverá uma preposição ligada ao verbo, indicando a presença do objeto indireto. Esse termo não pode ser sujeito, dado que o núcleo do sujeito não vem preposicionado, isto é, seguido de preposição. Portanto, a forma correta seria: Necessita-se de procedimentos mais eficazes.

b) O verbo é "punam"; vamos questioná-lo: Para que se punam o quê?  A resposta é "o crime"; logo o sujeito é simples e o verbo deverá ficar no singular: Para que se puna o crime de destruição.

Nesse caso, o "se" é partícula apassivadora, isto é, temos voz passiva sintética. O "se" nesse caso, indica que há sujeito na frase. Isso pode ocorrer de duas formas:

Verbo + se + substantivo = Vendem-se casas.
Se + verbo + substantivo = Não se vendem casas.

c) O verbo é "queimam", faremos a pergunta: queimam o quê?  A resposta é "meia tonelada"; logo o verbo deve ficar no singular, porque o sujeito é simples. Ocorre também a partícula apassivadora, caso em que o "se" indica que existe sujeito na frase. A frase correta seria: Queima-se anualmente meia tonelada.

Perceba que é bem simples! Basta questionar o verbo e fazer a devida concordância com o sujeito; lembre-se também de que o sujeito não é separado por vírgula, isso ajuda muito.

d) Vamos a pergunta: esperam-se o quê? A resposta é "muitos prejuízos". Note que o verbo concorda devidamente com o verbo: Esperam-se muitos prejuízos

Novamente, o "se" desempenha a função de partícula apassivadora, dado que ocorre (verbo + se + substantivo); note que não há preposição ligada ao verbo. Esse termo não é o objeto direto, mas sim o sujeito da frase.

e) temos na frase (se + verbo + de); note that, this case, the "se" exerce uma função de índice de indeterminação do sujeito, obrigando-o a ficar sem singular. A preposição impedia o termo "causas prováveis" em uma função de sujeito, sendo apenas um objeto indireto.

Perceba that an issue a banca Cesgranrio focou na concordancia com o pronome "se"; não pode ser estudado, pois é cobrado muito em alguns atos públicos.

GABARITO: D

Aprenda mais com nosso curso completo e se prepare para quaisquer concursos públicos. Faça parte do nosso curso de português completo para concursos públicos e vestibulares. Aprenda de forma clara e objetiva com a didática do Professor Leo.

COMPRAR
Close

50% Complete

Ebook 50 questões de CRASE

Baixe agora o Ebook com Dicas e Macetes do Prof. Leo