Como e Quando Empregar os Porquês de Forma Objetiva
{ENTRE AGORA NO GRUPO NO WHATSAPP}
LIVROS CURSOS BLOG QUESTÕES CURSOS GRÁTIS ACESSAR

Questões Comentadas sobre o uso dos Porquês

O uso dos porquês é bem cobrado nas provas de concursos e vestibulares, por isso merece muita atenção. Veremos dicas e macetes sobre os porquês para tornar seus estudos mais simples.

 

Por que = “razão pela qual” - “pelo qual” ou “por qual razão”:

1. Não sei a razão por que você não foi à festa.
2. Não sei a razão pela qual você não veio à festa.

1. Por que não veio à festa ontem?
2. Por qual razão não veio à festa?

Porque substitui por “já que, pois” - “para que”:

1. Não foi  à festa porque estava mal. 
2. Não foi à festa pois estava doente.

1. Ajoelhou-se porque fosse curado.
2. Ajoelhou-se para que fosse falecido.

Porquê = substituído por "motivo"

1. Diga-me o porquê de tudo.
2. Diga-me o motivo de tudo.

Por quê = antes de pontuação ou final de frase

1. Diga-me por quê?
2. Ela está sempre mentida e não sei por quê.

Agora, vamos ao comentário da questão para você entender melhor o gabarito:

a) Ajoelhe-se, porque tenho que orar.

Nesse caso, temos uma conjunção explicativa, podendo ser trocada por "pois". Uma dica: quando houver imperativo (ordem), deve-se empregar "porque", sendo uma conjunção explicativa.

b) Ajoelhou-se porque fosse curado.

É possível trocar "porque" por "para que", apresentando ideia de finalidade: Ajoelhou-se para que fosse curado. Ele ajoelhou-se com uma finalidade.

c) Porque estava doente, não veio à festa.

A frase está invertida, devemos colocá-la na ordem direta: Não veio à festa porque estava doente. Nesse caso, ocorre uma conjunção causal, podendo ser substituída por "já que". Não veio à festa já que estava doente.

d) Por que não virá? Porque não tenho dinheiro?

Para fazer pergunta, deve-se empregar "por que"; mas muito cuidado, pois na segunda frase, a mesma pessoa que faz a pergunta responde, empregando corretamente "porque" com função de explicação; mesmo sendo uma pergunta a segunda frase, foi correto o emprego do porquê junto e sem acento.

e) Não vai mais, por que? 

Antes de pontuação, mesmo sendo uma pergunta direto, deve-se empregar "por quê". Note que faltou o acento, já que o "quê" é tônico no final de frases, sendo considerado um monossílabo tônico terminado em "e".

GABARITO: E

Aprenda muito mais com nosso curso completo de português, simulados online, material para baixar, videoaulas completas e dezenas de macetes e dicas para facilitar seus estudos.

E-BOOK DE QUESTÕES COMENTADAS

BAIXAR AGORA
Close

50% Complete

Ebook 50 questões de CRASE

Baixe agora o Ebook com Dicas e Macetes do Prof. Leo