Simulado de Português Comentado

1. A divisão silábica está incorreta em:
a) in-ter-ur-ba-no
b) psicologia
c) of-tal-mo-lo-gis-ta
d) felds-pa-to

Dica: A separação de palavras com prefixo (termo antes da palavra) deve ser de trás para frente: cada vogal puxa uma consoante.

in-te-rur-ba-no = de trás para frente (correto)
in-ter-ur-ba-no = de frente para trás (errado)

Se você vier sempre de "trás", não errará palavras com prefixo, tais como:

subentender = su-ben-ten-der
sublinhar = sub-li-nhar
transamazônica = tran-sa-ma-zô-ni-ca

Outra dica: Em palavras que terminem com "ia", se não houver acento na sílaba anterior, essas vogais se separarão, formando hiato.

psi-co-lo-gi-a
se-cre-ta-ri-a
a-gi-a

Lembre-se também de que não existe sílaba sem vogal, toda sílaba precisa de uma vogal .

2. “Ficou muito complicado para ___assumir o cargo, sem que se repartam as responsabilidades entre ____.”
a) mim - eu e ti
b) eu - eu e ti
c) eu - mim e ti
d) mim - mim e ti

Macete: Se houver adjetivo antes da preposição "para", devemos empregar o pronome "mim"; depois basta colocar a frase na ordem: comece a ler a frase depois do pronome:

Assumir o cargo ficou muito complicado para mim.

Outra dica: Você pode isolar o termo "para mim" e perceberá que ele não é necessário: Assumir o cargo ficou muito complicado.

Note que temos um sujeito oracional (O verbo assume a função de sujeito sobre outra oração.).

Após a preposição "entre", não se emprega o pronome "eu", já que este desempenha a função de sujeito; devem-se empregar os pronomes tônicos "mim e ti", pois eles fazem papel de complemento verbal.

3. Todas as orações abaixo são sem sujeito, exceto:
a) Basta de problemas nesta empresa.
b) Há de existir muita vaga na empresa.
c) Hoje é dia 20 de abril.
d) Durante a noite, nevou muito.

Oração sem sujeito = sujeito inexistente (O verbo não tem sujeito.)
Ocorre em alguns casos:

Basta de - chega de
Haver = existir
Fazer = tempo decorrido (passado)
Datas e horas

Quando houver a locução verbal (dois verbos), olhe sempre o segundo verbo; nesse caso, ocorre o verbo "existir", o qual apresenta sujeito. Não confunda com o verbo "haver".

Há de haver = oração sem sujeito
Há de existir = tem sujeito na frase

Outra dica: A oração sem sujeito faz com que o verbo fique sempre no singular, exceto com indicação de "datas e horas", podendo o verbo variar, concordando com o numeral:

São 10h agora.
Hoje são 20 de maio.

4. Em qual das sentenças abaixo, a regência verbal está em DESACORDO com a norma-padrão?
a)  Esqueci-me dos livros hoje.
b)  Sempre devemos aspirar a coisas boas.
c)  Sinto que o livro não agradou os alunos.
e)  Fomos ao cinema ontem assistir ao filme.

a) Esquecer + me   Pede "de - do - da", sendo um verbo pronominal.
Ela se esqueceu de você.
Eu me esqueci dos livros.

b) O verbo "aspirar" no sentido de "almejar"     Pede "à, ao", todavia não há crase, pois o "a" se encontra no singular e a palavra posterior se encontra no plural. Nesse caso, ocorre apenas preposição.
 
c) Agradar = satisfação   à - ao
Sinto que o livro não agradou aos alunos.
 
d) O verbo "ir" pede a preposição "à, ao"; o verbo assistir "à, ao", no sentido de "ver". A frase obedece ao padrão culto, ou seja, à gramática.
 
GABARITO: 1. A / 2. D / 3. B / 4. C
 
Que tal aprender mais com nossos curso de português completo! O curso traz questões separadas por assunto, vídeos com aulas de português teóricas, questões com comentário em vídeo, material para baixar e ainda suporte direto com o Professor Leo.

TENHA ACESSO AO CONTEÚDO EXCLUSIVO

QUERO APRENDER MAIS
Close

50% Complete