Dicas do uso dos porquês em 1 minuto
{ENTRE AGORA NO GRUPO NO WHATSAPP}
LIVROS CURSOS BLOG QUESTÕES CURSOS GRÁTIS ACESSAR

Dicas do uso dos porquês

 

USO DOS PORQUÊS

Simplificando o uso dos porquês - por que - por quê - porquê

Os porquês são muito cobrados nas provas. Por isso vamos aprender de forma bem objetiva como empregar cada porquê.

Por que = substitui pela “razão pela qual” - “pelo qual” ou “por qual razão”:

Pronome relativo quando o “que” fizer referência a um termo anterior, muitas pessoas não sabem as funções morfológicas dos porquês. Por isso  vamos falar a função de cada um deles.

1. Não sei a razão por que você não foi à festa.
2. Não sei a razão pela qual você não veio à festa.

1. A pessoa por que eu apaixonei era muito linda.
2. A pessoa pela qual me apaixonei era muito linda.

Pronome interrogativo quando for empregado para fazer perguntas; Normalmente, é substituído por “razão pela qual” ou “motivo pelo qual”.

1. Por que não veio à festa ontem?
2. Por qual razão não veio à festa?

1. Por que ele ficou em casa?
2. Por qual razão ele ficou em casa?

Porque substitui por “já que, pois” - “para que”:

Conjunção causal quando “porque” por substituído por “pois, já que”. Você não pode ter um motivo por causa. 

Não foi para a saída do dispositivo.
2. Não foi à produção porque estava doente.

1. Porque não foi na prova, ficou muito triste.
2. Já que não se passou na prova, ficou muito triste.

Conjunção explicativa quando “porque” for trocado por “pois”, dando um sentido de esclarecimento.

1. Estude porque você tem prova amanhã.
2. Você precisa ter prova amanhã.

1. Choveu muito porque a rua está bem molhada.
2. Choveu muito pela rua está bem molhada.

Conjunção final quando “porque” por substituído por “para que”. Você verá que a frase denotará um sentido de futuro. 

1. Ajoelhou-se porque fosse curado.
2. Ajoelhou-se para que fosse falecido.

Porquê = substituído por motivo

Substantivo quando o “porquê” vier em acompanhado de determinantes (artigos, pronomes) ou quando for substituído por “motivo”. Esse porquê pode sempre sofrer pluralização.

1. Diga-me o porquê de tudo.
2. Diga-me o motivo de tudo.

1. Qual o seu porquê?
2. Qual o seu motivo?

Perceba que o porquê pode ser também pode ser feito para fazer perguntas. Por essa razão, tome muito cuidado ao pensar que apenas "por que" é usado para perguntas.

Por quê = usar para dar ênfase e vem antes de pontuação:

Ele deve ser acentuado. Uma superdica é sempre trocar “por quê” por “por qual motivo”; Você verá que ficará mais fácil.

1. Diga-me por quê?
2. Diga-me por qual motivo?

1. Ela está sempre mentida e não sei por quê.
2. Ela está sempre mentida e não sei por qual razão.

Aprenda mais com nosso curso completo e se prepare para quaisquer concursos públicos. Faça parte do nosso curso de português completo para concursos públicos e vestibulares. Aprenda de forma clara e objetiva com a didática do Professor Leo.

E-BOOK DE QUESTÕES COMENTADAS

BAIXAR AGORA
Close

50% Complete

Ebook 50 questões de CRASE

Baixe agora o Ebook com Dicas e Macetes do Prof. Leo