Dicas de Português Para Concursos Públicos
LIVROS CURSOS DICAS BLOG DEPOIMENTOS GRÁTIS ÁREA DO ALUNO

Questões Comentadas de Crase da Banca Fundep

 

Considerando a norma-padrão, assinale a alternativa em que o emprego da crase é obrigatório e correto.

A) Carlos joga futebol à Pelé.

Quando houver sentido de "moda, estilo, maneira", deve-se empregar o acento grave, mesmo que a palavra seja masculina.

Moda
Estilo
Maneira

Ele vestiu-se à Luís XV.
Cortou o cabelo à Ronaldinho.

Perceba que fica subentendida a palavra:

Ele vestiu-se à moda de Luís XV.
Cortou o cabelo à maneira de Ronaldinho.

B) Esse mês iremos à festas de aniversário todos os fins de semana.

Não se emprega o acento grave, dado que todo "a" antes de plural é meramente uma preposição. Nesse caso, o sentido é restrito, ou seja, apenas algumas festas.

Há diferença de sentido:

Iremos a festas. = restringe
Iremos às festas. = generaliza

C) Nunca fui à Nova Iorque.

Para nomes de lugares, vamos aplicar esta...

Quero aprender mais...

Questões da banca FUNDEP sobre nova ortografia

 

Vamos aprender sobre as regras do Novo Acordo ortográfico com uma questão da banca FUNDEP. Veja o que a banca cobrou e saiba como estudar e o que estudar para ser aprovado nos concursos.

A)  Aero-espacial / auto-estrada / agro-industrial.

Quando houver letras diferentes, não se emprega o hífen. Dessa forma, fica bem mais fácil empregar o hífen corretamente. Note que as letras finais e iniciais são diferentes, logo o correto seria:

aeroespacial - autoestrada - agroindustrial


B)  Enjoo / abençoo / (eles) leem – creem – veem.

Uma dica bem objetiva é: não se emprega mais acento em letras iguais, por isso não levam mais acento palavras com "oo" e "ee". 

voo - enjoo - abençoo
creem - leem - veem - deem



C)  super-homem / semi-hospitalar / micro-onda.

Quando houver substantivos compostos e o segundo substantivo apresentar a consoante "H", deve ocorrer o hífen,...

Quero aprender mais...

10 Dicas Infalíveis de crase

Dica de crase 1

Entre períodos ou intervalos, aplique essa dica de português para não errar mais crase:

De = a
Da = à

De 8 as 18h, ele viaja.
Das 8 as 18h, ele viaja.

Viajo de quinta a sexta.
Viajo da quinta à sexta.

Dica de crase 2

Quando houver o pronome demonstrativo "aquele" a dica é substituir pela preposição "ao", caso seja possível, haverá o acento grave.

Aquele = ao (àquele)

Vou àquele parque mais tarde.
Vou ao parque mais tarde.

Dica de crase 3

Quando houver indicação de lugares (cidades, países ou estados) empregue a dica do (CEP):

Cidades
Estados
Países

Vim da = crase haverá
Vim de = sem crase ficará

Vou à Bahia. = Vim da Bahia
Vou a Roma. = Vim de Roma.

Dica de crase 4

Com as palavras (DTC), só haverá acento acento grave se elas vierem determinadas, isto é, acompanhadas por um adjetivo que as qualifique:

D
istância
T...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas de Colocação Pronominal da Banca FCC

 

O complementos verbais completam o verbo, podendo ser objeto direto (sem preposição) e objeto indireto (com preposição). Eles podem ser substituídos por pronomes oblíquos para tornar o texto mais claro e coeso.  A banca FCC gosta muito de cobrar, em suas provas, a matéria de pronomes e colocação pronominal juntos, por isso resolvi mostrar como analisar esse tipo de questão.

Dica:

A banca FCC adora trabalhar o emprego do pronome "lhe" em substituições, todavia esse pronome substituirá objeto indireto (termo com preposição). Diante disso, ficará bem mais fácil resolver a questão. Além disso, o pronome "lhe" é empregado, em regra, para substituir "pessoas".

Ele pagou ao homem. = Ele pagou-lhe.
Vou obedecer à professora.  Vou 
obedecer-lhe.
Diga para ele tudo. = Diga-lhe tudo.

Quando o complemento for objeto direto, deveremos...

Quero aprender mais...

8 Funções do Pronome SE

As funções do SE são muito cobradas nas provas de concursos públicos, por isso falarei das 8 funções que mais tendem a aparecer nas provas. Procure fazer questões de provas para fixar o que você aprenderá aqui, já que a prática o levará à perfeição.

1 - PRONOME REFLEXIVO  = ELE MESMO / A SI MESMO

Reflete a ação sobre o próprio sujeito; normalmente, o verbo fica no singular e segue esta estrutura: sujeito no singular + se + verbo.

A menina se cortou ontem na festa. = A menina cortou “ela mesma” na festa.
Ele se ofendeu, não sei por quê. = Ele ofendeu “ele mesmo”, não sei por quê.
Eles banharam-se e voltaram para a sauna. = Cada um banhou a si mesmo.

2 - PRONOME RECÍPROCO = UM AO OUTRO

Apresenta sujeito no plural e, em regra, o verbo fica no plural; havendo troca de ações entre os...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas da Banca Fumarc sobre Crase

 

Hoje, aprenderemos sobre crase, pois é uma matéria muito comum nas provas de concursos públicos. A banca Fumarc vem cobrando esse tópico e é importante que você o domine. 

a) É proibido o emprego do acento grave entre palavras iguais, tais como: cara a cara, dia a dia, frente a frente. Essas estruturas são fixas, sendo apenas uma expressão adverbial de modo, tempo. Todavia, em alguns casos, é possível a presença da crase entre palavras iguais quando a regência verbal exige.

Declarou guerra à guerra.

O verbo "declarar" pede objeto direto "guerra" e depois objeto indireto "à guerra"; pois declarou uma coisa à outra. Mas note que essa expressão não é fixa, ela ocorreu por causa da regência verbal. O verbo é bitransitivo, isto é, apresenta, ao mesmo tempo, objeto direto e indireto. 

b) A crase depende 90% da regência, ou...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas da AOCP

 

A crase em "Claro que estou indo à festa." se deu em razão de uma locução adverbial feminina; note que, neste caso, "à festa" exerce a função de adjunto adverbial, já que o verbo "ir" é um verbo intransitivo.

a) A crase se deu por causa da regência nominal, pois o termo "acesso" pede a preposição "a". Quando a preposição não estiver relacionada ao verbo, mas ao adjetivo, ao substantivo ou ao advérbio, haverá a regência nominal.

Adjetivo
Substantivo
Advérbio

b) Em "Todos já estão adaptados às novas regras.", a crase ocorreu por se tratar de uma regência nominal, já que o adjetivo "adaptados" pede a preposição "a".

c) Note que a crase se deu pela regência do termo "semelhante", o qual não é verbo. Diante disso, trata-se de uma regência nominal. Houve a crase em função da...

Quero aprender mais...

Como empregar MAL e MAU de forma objetiva

 

Quando duas palavras apresentam o mesmo som, elas são chamadas de homônimos; portanto, mal e mau fazem parte dos homônimos. O mal pode exerce vários sentidos e também várias funções morfológicas.

Mal = advérbio = bem

Sempre que tiver dúvida, você deverá trocar o "mal" por "bem"; caso a troca seja perfeita, ele exercerá a função de advérbio.

Ele falou mal do professor.
Ele falou bem do professor.

Saíram mal na apresentação.
Saíram bem na apresentação.

Mal = logo que / nem = conjunção

A conjunção serve para ligar duas orações, tornando o período mais claro. Isso pode ocorre com "mal", desde que consigamos trocá-lo por "logo que" ou "nem".

Mal me casei, ele me beijou.
Logo que me casei, ele me beijou.

Mal sabe a matéria de português, quis fazer a prova.
Nem sabe a...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas da Banca FCC

A banca FCC é uma das bancas que mais realizam concursos públicos no Brasil, suas questões apresentam nível médio e alto. Hoje falarei sobre as funções do "QUE", pois a banca já cobrou esse assunto várias vezes em suas provas.

O "que" pode exercer várias funções (27 funções), mas não se preocupe, pois as duas que mais são cobradas nas provas são: conjunção integrante e pronome relativo.

Conjunção integrante = troco por isso
Pronome relativo = não troco por isso

Nessas duas funções, a ocorrência se dá em período composto, isto é, quando há dois ou mais verbos (orações). Lembre-se de que o pronome relativo sempre retoma uma substantivo; já a conjunção integrante apenas completa a oração principal.

Primeiramente, é preciso...

Quero aprender mais...

5 Dicas de Como fazer Separação Silábica?

5 Dicas de Separação de Sílabas

1 - Se houver acento na palavra, as duas últimas vogais ficam juntas, formando um ditongo; caso não haja acento, elas se separam, formando um hiato:

Com acento, as vogais ficam juntas, fomando um ditongo:

  1. Secreria = se-cre-tá-ria (paroxítona terminada em ditongo)
  2. rie = sé-rie (paroxítona terminada em ditongo)
  3. Ódio = ó-dio (paroxítona terminada em ditongo)

Sem acento, as vogais se separam, formando um hiato:

  1. Secretaria = se-cre-ta-ri-a (paroxítona terminada em "a")
  2. Psicologia = psi-co-lo-gi-a (paroxítona terminada em "a")
  3. Atua = a-tu-a (paroxítona terminada em a)

2 - Não há sílaba sem vogal, pois toda sílaba precisa de uma vogal:

  1. Pneu = pneu
  2. Mnemônica = mne-mô-ni-ca
  3. Tungstênio = tungs-tê-nio

3 - Palavras que apresentam "i" entre duas vogais.

...

Quero aprender mais...
Close

50% Complete

Ebook 50 questões de CRASE

Baixe agora o Ebook com Dicas e Macetes do Prof. Leo