Dicas de Português Para Concursos Públicos

Questões da banca FUNDEP sobre nova ortografia

 

Vamos aprender sobre as regras do Novo Acordo ortográfico com uma questão da banca FUNDEP. Veja o que a banca cobrou e saiba como estudar e o que estudar para ser aprovado nos concursos.

A)  Aero-espacial / auto-estrada / agro-industrial.

Quando houver letras diferentes, não se emprega o hífen. Dessa forma, fica bem mais fácil empregar o hífen corretamente. Note que as letras finais e iniciais são diferentes, logo o correto seria:

aeroespacial - autoestrada - agroindustrial


B)  Enjoo / abençoo / (eles) leem – creem – veem.

Uma dica bem objetiva é: não se emprega mais acento em letras iguais, por isso não levam mais acento palavras com "oo" e "ee". 

voo - enjoo - abençoo
creem - leem - veem - deem



C)  super-homem / semi-hospitalar / micro-onda.

Quando houver substantivos compostos e o segundo substantivo apresentar a consoante "H", deve ocorrer o hífen,...

Quero aprender mais...

10 Dicas Infalíveis de crase

Dica de crase 1

Entre períodos ou intervalos, aplique essa dica de português para não errar mais crase:

De = a
Da = à

De 8 as 18h, ele viaja.
Das 8 as 18h, ele viaja.

Viajo de quinta a sexta.
Viajo da quinta à sexta.

Dica de crase 2

Quando houver o pronome demonstrativo "aquele" a dica é substituir pela preposição "ao", caso seja possível, haverá o acento grave.

Aquele = ao (àquele)

Vou àquele parque mais tarde.
Vou ao parque mais tarde.

Dica de crase 3

Quando houver indicação de lugares (cidades, países ou estados) empregue a dica do (CEP):

Cidades
Estados
Países

Vim da = crase haverá
Vim de = sem crase ficará

Vou à Bahia. = Vim da Bahia
Vou a Roma. = Vim de Roma.

Dica de crase 4

Com as palavras (DTC), só haverá acento acento grave se elas vierem determinadas, isto é, acompanhadas por um adjetivo que as qualifique:

D
istância
T...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas de Colocação Pronominal da Banca FCC

 

O complementos verbais completam o verbo, podendo ser objeto direto (sem preposição) e objeto indireto (com preposição). Eles podem ser substituídos por pronomes oblíquos para tornar o texto mais claro e coeso.  A banca FCC gosta muito de cobrar, em suas provas, a matéria de pronomes e colocação pronominal juntos, por isso resolvi mostrar como analisar esse tipo de questão.

Dica:

A banca FCC adora trabalhar o emprego do pronome "lhe" em substituições, todavia esse pronome substituirá objeto indireto (termo com preposição). Diante disso, ficará bem mais fácil resolver a questão. Além disso, o pronome "lhe" é empregado, em regra, para substituir "pessoas".

Ele pagou ao homem. = Ele pagou-lhe.
Vou obedecer à professora.  Vou 
obedecer-lhe.
Diga para ele tudo. = Diga-lhe tudo.

Quando o complemento for objeto direto, deveremos...

Quero aprender mais...

8 Funções do Pronome SE

As funções do SE são muito cobradas nas provas de concursos públicos, por isso falarei das 8 funções que mais tendem a aparecer nas provas. Procure fazer questões de provas para fixar o que você aprenderá aqui, já que a prática o levará à perfeição.

1 - PRONOME REFLEXIVO  = ELE MESMO / A SI MESMO

Reflete a ação sobre o próprio sujeito; normalmente, o verbo fica no singular e segue esta estrutura: sujeito no singular + se + verbo.

A menina se cortou ontem na festa. = A menina cortou “ela mesma” na festa.
Ele se ofendeu, não sei por quê. = Ele ofendeu “ele mesmo”, não sei por quê.
Eles banharam-se e voltaram para a sauna. = Cada um banhou a si mesmo.

2 - PRONOME RECÍPROCO = UM AO OUTRO

Apresenta sujeito no plural e, em regra, o verbo fica no plural; havendo troca de ações entre os...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas da Banca Fumarc sobre Crase

 

Hoje, aprenderemos sobre crase, pois é uma matéria muito comum nas provas de concursos públicos. A banca Fumarc vem cobrando esse tópico e é importante que você o domine. 

a) É proibido o emprego do acento grave entre palavras iguais, tais como: cara a cara, dia a dia, frente a frente. Essas estruturas são fixas, sendo apenas uma expressão adverbial de modo, tempo. Todavia, em alguns casos, é possível a presença da crase entre palavras iguais quando a regência verbal exige.

Declarou guerra à guerra.

O verbo "declarar" pede objeto direto "guerra" e depois objeto indireto "à guerra"; pois declarou uma coisa à outra. Mas note que essa expressão não é fixa, ela ocorreu por causa da regência verbal. O verbo é bitransitivo, isto é, apresenta, ao mesmo tempo, objeto direto e indireto. 

b) A crase depende 90% da regência, ou...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas da AOCP

 

A crase em "Claro que estou indo à festa." se deu em razão de uma locução adverbial feminina; note que, neste caso, "à festa" exerce a função de adjunto adverbial, já que o verbo "ir" é um verbo intransitivo.

a) A crase se deu por causa da regência nominal, pois o termo "acesso" pede a preposição "a". Quando a preposição não estiver relacionada ao verbo, mas ao adjetivo, ao substantivo ou ao advérbio, haverá a regência nominal.

Adjetivo
Substantivo
Advérbio

b) Em "Todos já estão adaptados às novas regras.", a crase ocorreu por se tratar de uma regência nominal, já que o adjetivo "adaptados" pede a preposição "a".

c) Note que a crase se deu pela regência do termo "semelhante", o qual não é verbo. Diante disso, trata-se de uma regência nominal. Houve a crase em função da...

Quero aprender mais...

Como empregar MAL e MAU de forma objetiva

 

Quando duas palavras apresentam o mesmo som, elas são chamadas de homônimos; portanto, mal e mau fazem parte dos homônimos. O mal pode exerce vários sentidos e também várias funções morfológicas.

Mal = advérbio = bem

Sempre que tiver dúvida, você deverá trocar o "mal" por "bem"; caso a troca seja perfeita, ele exercerá a função de advérbio.

Ele falou mal do professor.
Ele falou bem do professor.

Saíram mal na apresentação.
Saíram bem na apresentação.

Mal = logo que / nem = conjunção

A conjunção serve para ligar duas orações, tornando o período mais claro. Isso pode ocorre com "mal", desde que consigamos trocá-lo por "logo que" ou "nem".

Mal me casei, ele me beijou.
Logo que me casei, ele me beijou.

Mal sabe a matéria de português, quis fazer a prova.
Nem sabe a...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas da Banca FCC

A banca FCC é uma das bancas que mais realizam concursos públicos no Brasil, suas questões apresentam nível médio e alto. Hoje falarei sobre as funções do "QUE", pois a banca já cobrou esse assunto várias vezes em suas provas.

O "que" pode exercer várias funções (27 funções), mas não se preocupe, pois as duas que mais são cobradas nas provas são: conjunção integrante e pronome relativo.

Conjunção integrante = troco por isso
Pronome relativo = não troco por isso

Nessas duas funções, a ocorrência se dá em período composto, isto é, quando há dois ou mais verbos (orações). Lembre-se de que o pronome relativo sempre retoma uma substantivo; já a conjunção integrante apenas completa a oração principal.

Primeiramente, é preciso...

Quero aprender mais...

5 Dicas de Como fazer Separação Silábica?

5 Dicas de Separação de Sílabas

1 - Se houver acento na palavra, as duas últimas vogais ficam juntas, formando um ditongo; caso não haja acento, elas se separam, formando um hiato:

Com acento, as vogais ficam juntas, fomando um ditongo:

  1. Secreria = se-cre-tá-ria (paroxítona terminada em ditongo)
  2. rie = sé-rie (paroxítona terminada em ditongo)
  3. Ódio = ó-dio (paroxítona terminada em ditongo)

Sem acento, as vogais se separam, formando um hiato:

  1. Secretaria = se-cre-ta-ri-a (paroxítona terminada em "a")
  2. Psicologia = psi-co-lo-gi-a (paroxítona terminada em "a")
  3. Atua = a-tu-a (paroxítona terminada em a)

2 - Não há sílaba sem vogal, pois toda sílaba precisa de uma vogal:

  1. Pneu = pneu
  2. Mnemônica = mne-mô-ni-ca
  3. Tungstênio = tungs-tê-nio

3 - Palavras que apresentam "i" entre duas vogais.

...

Quero aprender mais...

Questões comentadas - Banca UPENET

A concordância verbal é uma das matérias mais cobradas nas provas de concursos, por isso comentarei mais uma questão de banca. Veja como a UPENET vem trabalhando esse assunto.

a) O verbo "fazer", no sentido de "tempo decorrido", deve ficar no singular; pois é um verbo impessoal - sem sujeito. Nesse caso, a forma correta seria: Faz quase trinta anos.

b) Ocorre a presença do "se" que nesse caso exerce a função de partícula apassivadora; portanto o verbo deve concordar com o sujeito que se encontra na voz passiva sintética. Para ficar mais fácil, basta questionar o verbo: tornou-se o quê? O sujeito é "as gerações"; diante disso, o verbo deverá ficar no plural: Hoje já se tornaram parte de nossa vida as gerações de eventos.

c) Não há erro! Os verbos estão concordando com seus devidos sujeitos: o termo "as aflições"...

Quero aprender mais...
Close