Dicas de Português Para Concursos Públicos

Questões Comentadas de Ortografia

Nessa questão de ortografia, eu passarei algumas dicas de grafia que, certamente, ajudarão você na hora de fazer questões de concursos públicos. Leia com calma cada comentário e se tiver dúvidas, só conversar comigo pelo WhatsApp: 37-988063373.

a) Em palavras que apresentam o "s" em seu final, os derivados também serão grafados com "s". Chamo isso de regra da genética: os filhos puxam os pais.

paralisia = paralisação, paralisado
casa = casamento, casado, casinha
análise = analisado, analisou

b) Os verbos "pôr e querer" têm seus derivados sempre grafados com "s", tais como:

pus, pusemos, compusemos...
quis, quisemos, quisesse...

c) Note que o correto seria "analisados", pois derivado de uma palavra que já possui o "s" em seu final:

analise = analisou, analisado

Deve-se empregar a letra "z" em palavras que não apresentam "s" no seu final ou nos adjetivos, tais como:...

Quero aprender mais...

Aprenda 2 Dicas Infalíveis sobre Voz Passiva Analítica

Hoje falarei sobre a transformação da voz ativa para a voz passiva analítica para você não errar mais. É muito comum aparecerem nas provas de concursos questões voltadas para a transposição das vozes verbais. Por essa razão, eu resolvi abordar sobre essa matéria para ajudar ainda mais você em seus estudos.

Dicas 1

Se na voz ativa houver um verbo, deveremos sempre aumentar mais um verbo; isto é, devemos acrescentar o verbo "SER" na hora de transformar para a voz passiva analítica:

O menino comprou o pão. = ATIVA
O pão foi comprado pelo menino. = PASSIVA

O garoto vai estudar português. = ATIVA
Português vai ser estudado pelo garoto. = PASSIVA

Dica 2

Você deve sempre seguir o tempo verbal do verbo; se na ativa o verbo se encontra no passado, na voz passiva, teremos um verbo no passado. Muitos estudantes se acostumam apenas com o "foi", por isso erram....

Quero aprender mais...

5 Formas de Como Fazer a Conclusão

 

A redação é uma das matérias que mais desclassificam os candidatos nas provas não só de concursos públicos quanto nas provas de vestibulares e no Enem. Diante disso, sanarei uma das principais dúvidas que você tem: a conclusão.

Você já fez um texto e não sabia como finalizá-lo? Então, seu problema acaba hoje. Vamos primeiramente ao conceito de conclusão.

O que é conclusão?

É a menor parte da redação e tem como finalidade apresentar uma solução para o tema abordado ou apresentar também uma síntese do que foi falado nos parágrafos anteriores. A conclusão é composta de pelo menos dois períodos; não faça um parágrafo apenas com um período (Início da oração ao ponto final), pois ele ficará muito grande. A quantidade de linhas...

Quero aprender mais...

Questões de Acentuação Gráfica Comentada

Vamos aprender sobre acentuação gráfica com comentários do Professor Leo. Prepare-se para conhecer várias dicas e macetes!

a) dói, céu, herói

São acentuados todos os ditongos abertos "ói, éu, éi", sendo eles a mesma regra, mesmo que estejam em posições diferentes; eles podem ocorrer nos monossílabos ou na posição das oxítonas.

céu - réis - dói = ditongo aberto
herói - papéis - chapéus  = ditongo aberto
céu - chapéus - réis  = ditongo aberto

b) vê-la, fé, cantá-la-á

Os monossílabos tônicos e com acentos são terminados em "a, e, o"; tal como ocorre nas palavras: vê-la e fé.

Uma superdica do Professor Leo para você: Em verbos separados por hífen, basta analisar cada parte da palavra separadamente -...

Quero aprender mais...

Questões de Crase Comentada

Hoje aprenderemos mais sobre o emprego da crase por meio de questões comentadas. Logo abaixo, você terá a explicação de cada alternativa para entender melhor quando usar crase.

a) Nunca declare guerra a guerra.

Muito cuidado, pois não se emprega o acento grave entre palavras repetidas, MAS grave que são estruturas fixas, tais como: cara a cara, dia a dia, frente a frente, lado a lado...

Todavia é possível sim o emprego do acento grave entre palavras iguais quando a regência do verbo requerer um objeto direto e um objeto indireto. Note que o verbo "declarar" pede dois objetos ao mesmo tempo:

Declaro uma coisa à outra.
Declaro guerra à guerra.

O termo "a guerra" é objeto direto por não ter preposição e estar ligado ao verbo; "à guerra" é objeto indireto por completar o verbo por meio da preposição.

b) Eu trabalho de 8h às 18h.

Entre...

Quero aprender mais...

O Que é Texto Injuntivo ou Texto Preditivo?

 

A tipologia textual é um dos tópicos mais cobrados nas provas de interpretação de texto não só nos concursos públicos como também nos vestibulares e até no próprio ENEM. Por essa razão, falarei sobre o texto injuntivo, conhecido como "texto preditivo". 

Então, a primeira informação que você estudante precisa saber é que tal texto apresenta dois nomes: texto preditivo ou texto injuntivo. Isso já ajudará muito você nas provas. Também pode aparecer nas provas como "texto instrucional".

O que é texto preditivo?

O texto preditivo é todo texto tem como objetivo de  PREVER alguma coisa, tem a função de falar do que irá ocorrer.

Exemplos de texto preditivo:

É muito comum encontrar esse tipo de texto:

Previsão de tempo
Bíblia
Horóscopo
Profeciais
Sites
Alguns provérbios



...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas de Português Sobre Concordância Nominal

Quanto à concordância nominal, a frase correta é:

a) Bastante alunos vieram ao curso.

Há duas formas possíveis para o termo "bastante":

bastante = muito = advérbio
bastantes = muitos = pronome adjetivo

Sempre que o termo "bastante" vier acompanhando o substantivo, ele deverá concordar em número; se o substantivo estiver no singular, o "bastante" ficará no singular; se vier no plural, o termo "bastante" ficará no plural. 

Bastante aluno veio.
Bastantes alunos vieram.

Basta também fazer a troca por "muitos": Muitos alunos vieram.

b) Estavam gostosa a laranja e a banana.

Muito cuidado, pois quando o verbo estiver no plural, o adjetivo deverá concordar com os dois substantivos, neste caso, o adjetivo "gostosa" deverá ficar no plural "gostosas" para concordar com os dois substantivos.

Estava gostosa a laranja e a banana.
Estavam gostosas a laranja e a banana.



c) Obrigados disseram aqueles...

Quero aprender mais...

Questão Comentadas Sobre Sintaxe

Hoje aprenderemos um pouco sobre sintaxe para você entender melhor essa matéria, pois é uma das mais cobradas nos cursos públicos e vestibulares. 

Quanto ao verbo da frase: "O Homem estava em casa.", pode-se afirmar que:

a) Há objeto indireto

Só ocorre objeto indireto com verbos transitivos indiretos; o objeto indireto é um termo seguido de preposição: a, ao, de, com, em, para, sobre...

Preciso do curso do Professor Leo.
Necessito de ajuda na língua portuguesa.

Mas nem sempre que houver preposição ao lado do verbo quer dizer que ocorre objeto indireto, a preposição pode se encontrar ao lado de um verbo intransitivo:

Saiu de casa para estudar português.
Chegaram ao curso de português atrasados.

Embora "de casa" e "ao curso" estejam com preposição e ao lado do verbo, eles não são objetos indiretos, pois os verbos são intransitivos....

Quero aprender mais...

Questão Comentada Sobre Hífen

Vamos aprender sobre o emprego do hífen de forma bem objetiva com os comentários do Professor Leo.

Quanto ao emprego do hífen, marque a alternativa incorreta:

a) para-raios

O prefixo "para" pede o hífen quando formar palavra composta, tais como: para-choque, para-fios, para-chuva, para-vento. No entanto algumas palavras ficam sem hífen:

paraqueda
paraquedista
paraquedismo

Note que o hífen continua quando houver o prefixo "para", exceto nas palavras que apresentam "queda" ou seus derivados. Definição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP).

b) Semiaberto 

Quando houver letras diferentes, a regra é que as palavras fiquem juntas, tais como:

semiaberto
autoescola
infraestrutura
agroindústria

Casos as letras (vogais) sejam iguais, deve-se empregar o hífen:

anti-inflação
micro-ônibus 
super-relação
contra-ataque

Com os prefixos...

Quero aprender mais...

A Importância dos Conectivos e Conjunções nas Redações

 

O que são conectivos e  conjunções?

As conjunções são palavras ou expressões que servem para conectar duas orações, deixando o texto mais claro e bem mais interligado. Os conectivos e conjunções podem apresentar vários sentidos dentro do texto.

Por que empregar conectivos e conjunções nas redações?

São eles que interligam os períodos, deixando a informação mais clara e bem concatenada; esses conectivos e conjunções têm o papel de ligar duas orações, isto é, dois verbos. Por essa razão é importante empregar sempre o período composto no decorrer do texto.

Como saber quais conectivos e conjunções empregar?

Há vários conectivos e conjunções e eles são divididos em conjunções coordenadas e...

Quero aprender mais...
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
Close

50% Complete

Ebook 50 questões de CRASE

Baixe agora o Ebook com Dicas e Macetes do Prof. Leo