Questões comentadas - Banca UPENET

A concordância verbal é uma das matérias mais cobradas nas provas de concursos, por isso comentarei mais uma questão de banca. Veja como a UPENET vem trabalhando esse assunto.

a) O verbo "fazer", no sentido de "tempo decorrido", deve ficar no singular; pois é um verbo impessoal - sem sujeito. Nesse caso, a forma correta seria: Faz quase trinta anos.

b) Ocorre a presença do "se" que nesse caso exerce a função de partícula apassivadora; portanto o verbo deve concordar com o sujeito que se encontra na voz passiva sintética. Para ficar mais fácil, basta questionar o verbo: tornou-se o quê? O sujeito é "as gerações"; diante disso, o verbo deverá ficar no plural: Hoje já se tornaram parte de nossa vida as gerações de eventos.

c) Não há erro! Os verbos estão concordando com seus devidos sujeitos: o termo "as aflições"...

Quero saber mais...

Questões Comentadas de Português - Banca Cesgranrio

 

A banca Cesgranrio "adora" questões relacionadas à concordância verbal; não deixe de publicar esse assunto. Lembrando Que TEMOS UM curso completo para uma banca local Nosso em, Anteriores Provas com, curso de gramática completo, Questões comentadas em VÍDEO E Suporte cabelo WhatsApp.

Primeiramente, para você não errar questões de concordância verbal, ache o verbo e semper o questione: quem + verbo / o que + verbo.

a) Muito cuidado com o "se", pois, quando ele se refere ao índice de indeterminação do sujeito, o verbo ficará no singular, apresentando sujeito indeterminado. Exemplos de casos mais comuns ocorrem com:

Precisa-se de
Necessita-se de
Trata-se de
Desconfia-se de


Perceba que nesse caso, haverá uma preposição ligada ao verbo, indicando a presença do objeto indireto. Esse termo não pode ser sujeito, dado que o núcleo do sujeito não...

Quero saber mais...

Questão de Concursos - Fonemas

Para obter a quantidade de fonemas de uma palavra, é preciso saber os dígrafos consonantais e vocálicos. 

Dígrafos consonantais

São representados por duas consoantes ou consoante mais vogal; ele equivale ao som de uma consoante, por esse nome.

RR = R (CARRO = CARO)
SS = S (PASSA = PASA)
SC = C (DESCE = DECE)
XC = C (EXCETO = ECETO)
SS = C (CRESÇO = CRECO)
GU = G (PAGUE = PÁGINA)
QU = K (QUERO = KERO)
LH = H  (LINHA = LIHA
NH = N (TINHA = TINA)

Dígrafos vocálicos

São representados por duas letras (vogal + n) ou (vogal + m). Nesse tipo de dígrafo, surge o som nasalizado, como se fosse um til sobre a vogal.

AN - AM = A (TANTA = TATA)
EN - EM = E (TENTA = TETA)
IN - IM = I (TINTA = TITA)
ON - OM = O  (TONTO = TOTO)
UN - UM = U (TUM = TU)

Vamos diferenciar fonemas, letras e sílaba para você entender ainda mais a questão:

Letra = é tudo o que...

Quero saber mais...

Dicas sobre o Verbo Haver

VERBO HAVER E SUAS PARTICULARIDADES

O verbo HAVER é um dos verbos mais cobrados nas provas de cargos públicos, pois apresenta algumas maldades. Neste artigo, veremos dicas simples para você se sair bem em

HAVER = EXISTIR = VERBO FICA NO SINGULAR

Sempre que você substituir o verbo "haver" pelo verbo "existir", tal verbo ficará no singular; pois não apresenta sujeito, sendo considerado sujeito inexistente.

Características:

  • Verbo sempre no singular.
  • Ocorre oração sem sujeito.
  • Conhecido como verbo impessoal.
  • Apresentará objeto direto como complemento do verbo.
  1. muitas pessoas lá. = Existiam muitas pessoas lá.
  2. Não houve vagas suficientes. = Não existiam vagas suficientes.
  3. Sei que haverá bastantes pessoas. = Sei que existirão bastantes pessoas.
Estas locuções verbais ficam sempre no singular:
  • Há de haver
  • Pode haver
  • Deve haver
  • ...
Quero saber mais...

Como Identificar o Adjunto Adnominal

 

O adjunto adnominal é formado por 5 classes morfológicas, acompanhando sempre uma palavra substantiva. Ele pode vir antes ou depois do substantivo, mas jamais afastado do nome.

Pronomes = acompanha o substantivo
L
ocuções adjetivas = qualifica o substantivo
A
rtigos = acompanha o substantivo
N
umerais = quantifica o substantivo
A
djetivos = qualifica o substantivo

Os pronomes podem ser os possessivos, demonstrativos, indefinidos e oblíquos;  as locuções adjetivas são formadas de (preposição + substantivo), formando uma qualidade; os artigos podem ser os definidos (o - a) e indefinidos (uma - uma); os numerais são os cardinais, ordinais... E o adjetivo é a palavra que qualifica o substantivo.

Exemplos de Pronomes

Meu pai 
Seu
livro
Este
caderno
Algum
homem

Exemplos de Locuções adjetivas

Substantivo concreto + de + substatantivo = adjunto adnominal

Livro de...

Quero saber mais...

Como Diferenciar o Objeto direto e indireto?

Objeto Direto e Indireto

Objeto direto e indireto são complementos do verbo, isto é, eles completam o sentido de um verbo. Alguns verbos precisam de complemento para que haja sentido na frase, quando isso ocorre, são chamados de verbos transitivos. O verbo pode ser transitivo direto, transitivo indireto ou também pode apresentar dois complementos ao mesmo tempo: verbo transitivo direto e indireto.

Objeto Direto

É o complemento verbal que não precisa de preposição, sendo formado por meio de:

1. Artigo

Quando o complemento começar com artigo definido (o - a) ou  indefinido (um - uma), haverá objeto direto:

Vi uma garota ali.
Quero a carteira agora.
Amei um homem na vida.

2. Substantivo

Quando o complemento começar direto com substantivo, haverá também objeto direto:

Comprei casas e lotes.
Vimos prédios bonitos na cidade.

3. Pronomes oblíquos (lo - la - no...

Quero saber mais...

Questão de Crase da Banca Cesgranrio

 

A crase é uma das matérias mais cobradas nas provas da banca Cesgranrio; você deve sempre estudar esse assunto, pois, em 85% das provas, a matéria de crase foi cobrada pela banca. Vamos ao comentário dessa questão para ajudar ainda mais você em seus estudos:

A / B / C) Não se deve empregar crase antes de palavras no plural, pois o "a" é meramente uma preposição. Para que haja crase, é necessário que ocorra a fusão de preposição mais artigo definido feminino. Sempre que o "a" vier antes de palavras no plural, ele é apenas uma preposição, por essa razão não há crase.

D) Antes de verbo, principalmente os que estiverem no infinitivo, ou seja, os que terminarem em "r", não haverá a crase; logo, ocorre apenas a preposição. Lembre-se de que o artigo deve acompanhar palavras femininas, se o termo posterior...

Quero saber mais...

Quais são os verbos intransitivos?

Verbo Intransitivo

Verbo intransitivo é o verbo que apresenta sentido completo, isto é, não precisa de complementos verbais - termos que completam o verbo por meio de preposição (objeto indireto) ou sem preposição (objeto direto). Aprenderemos quais são os verbos intransitivos e como entendê-los.

Características:

  • Apresenta ação;
  • Aceita ponto final após o verbo;
  • Apresenta sentido completo;
  • Normalmente apresenta adjuntos adverbiais.


Os principais verbos intransitivos:

Morrer  
Ele morreu de raiva.

Viver 
Ele vive com o pai.

Sair
Saiu de casa cedo. 

Suceder
Sucederam fatos estranhos.

Voltar 
Voltou para casa.

Chegar
Chegou ao colégio.

Deitar
Deitou com a mulher.

Cair
Caiu o garoto.

Nascer 
Nasceu ontem.

Chorar
Chorou com o amigo.

Deitar
Ele deitou cedo ontem.

Sentar
Ele sentou na cadeira.

Brincar 
Ele brincou com seus amigos.

Notou que esses...

Quero saber mais...

Quais os pronomes relativos na língua portuguesa

PRONOMES RELATIVOS

Os pronomes relativos sempre se referem a um substantivo e só ocorrem em período composto (duas orações ou mais), isto é, precisa de dois verbos, sendo uma oração principal e a outra subordinada. Os pronomes relativos são: "que, quem, qual, cuja, como, quando, onde" quando eles retomam um termo de valor substantivo.

yes QUE = SUBSTITUI "TUDO"
O pronome relativo "que" é o mais empregado em frase, podendo substituir "pessoas, lugares, objetos, seres em geral". 

  • A pessoa que chegou era muito linda.
  • Comprei um gato que era bem caro.
  • Li o livro de que você me falou.

yes QUEM = SUBSTITUI "PESSOA"
O pronome relativo "quem" deve vir antecedido de preposição, mesmo que o verbo seja transitivo direto. Ele é exclusivamente empregado para se referir a pessoas.

  • A menina a quem você se referiu era bonito.
  • Ontem saí com a jovem a...
Quero saber mais...

Dicas do uso dos porquês

 

USO DOS PORQUÊS

Simplificando o uso dos porquês - por que - por quê - porquê

Os porquês são muito cobrados nas provas. Por isso vamos aprender de forma bem objetiva como empregar cada porquê.

Por que = substitui pela “razão pela qual” - “pelo qual” ou “por qual razão”:

Pronome relativo quando o “que” fizer referência a um termo anterior, muitas pessoas não sabem as funções morfológicas dos porquês. Por isso  vamos falar a função de cada um deles.

1. Não sei a razão por que você não foi à festa.
2. Não sei a razão pela qual você não veio à festa.

1. A pessoa por que eu apaixonei era muito linda.
2. A pessoa pela qual me apaixonei era muito linda.

Pronome interrogativo quando for empregado para fazer perguntas; Normalmente, é...

Quero saber mais...
Close

50% Complete