Dicas de Português Para Concursos Públicos
OFERTA LIMITADA: ASSINE O PLANO DIAMANTE E LEVE JUNTO [GRAMÁTICA SIMPLIFICADA]

Mais de Um Falou ou Falaram?

 

A concordância verbal é muito cobrada nas provas de concursos; muitos são os casos de concordância. Hoje falarei, em especial, sobre a expressão "mais de um".

Caso 1

A expressão mais de um, em regra, leva o verbo para o singular, pois a concordância é feita com o número "um".

Mais de um aluno chegou ao curso de português.
Ontem mais de um professor assistiu à palestra.

O problema é que a expressão denota ideia de pelo menos dois, por isso os estudantes tendem a colocar o verbo no plural; mas agora você já sabe que a preferência é o verbo ficar no singular.

Caso 2

O verbo pode ir para o plural, quando na oração, o verbo indicar reciprocidade, isto é, quando precisar de duas pessoas para realizar a ação.

Mais de um aluno cumprimentaram-se no curso online.
Mais de um professor se ofenderam na festa.

Note que os verbos indicam reciprocidade...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas de Português Sobre Concordância Nominal

Quanto à concordância nominal, a frase correta é:

a) Bastante alunos vieram ao curso.

Há duas formas possíveis para o termo "bastante":

bastante = muito = advérbio
bastantes = muitos = pronome adjetivo

Sempre que o termo "bastante" vier acompanhando o substantivo, ele deverá concordar em número; se o substantivo estiver no singular, o "bastante" ficará no singular; se vier no plural, o termo "bastante" ficará no plural. 

Bastante aluno veio.
Bastantes alunos vieram.

Basta também fazer a troca por "muitos": Muitos alunos vieram.

b) Estavam gostosa a laranja e a banana.

Muito cuidado, pois quando o verbo estiver no plural, o adjetivo deverá concordar com os dois substantivos, neste caso, o adjetivo "gostosa" deverá ficar no plural "gostosas" para concordar com os dois substantivos.

Estava gostosa a laranja e a banana.
Estavam gostosas a laranja e a banana.



c) Obrigados disseram aqueles...

Quero aprender mais...

Questões de Português Comentadas em Vídeo

1. Assinale a alternativa em que a divisão silábica e a grafia estejam corretas:
a) pneu.mo.nia – mi.sé.ria – pré-his.tó.ria
b) as.ces.so.ris.ta – e.clíp.se – rein.vin.di.ca.ção
c) a.po.ca.líp.ti.co – as.ses.so.ri.a – oc.to.ge.ná.rias
d) con.tra-che.que – se.xa.ge.ná.ri.a – psi.co.lo.gi.a

2. O emprego correto do pronome está em: 
a) O diretor mandou eu entrar na sala.
b) Cumprimentou ele na festa. 
c) Informei-lhe de tudo assim que cheguei.
d) Os doidos têm a mania de conversar consigo.
e) Após a prova, os candidatos conversaram entre eles.

COMENTÁRIO DA QUESTÃO

3. A alternativa incorreta quanto à concordância nominal: 
a) Bastantes pessoas faltaram bastante na reunião.
b) Vai incluso ao documento a minha procuração.
c) Aquelas pessoas cometeram crime de leso-patriotismo. 
d) É...

Quero aprender mais...

Questão Comentada da Banca IBFC Sobre Sintaxe

 

O verbo "há" é o filho do verbo "haver", note que o filho carrega a genética do pai. Vejamos, então, como esse verbo se classifica.

O verbo "haver", no sentido de existir, é considerado um verbo impessoal, ou seja, não apresenta sujeito em sua estrutura. Esse verbo apresenta três características essenciais:

Fica não singular
Apresenta objeto Direto
Contamina o verbo anterior 

Já mais coloque o verbo "haver" no plural, quando este apresentar o sentido de "existir"; não deve ir para o plural, já que não apresenta sujeito.

Havia pessoas na festa ontem.
Há pessoas na festa do Marcos.

Não apresenta sujeito, mas possui objeto direto. Essa é uma maldade nas questões de concursos públicos, pois a maioria dos estudantes acha que há sujeito.

Havia pessoas na festa ontem. = objeto direto
pessoas na festa...

Quero aprender mais...

Questões comentadas - Banca UPENET

A concordância verbal é uma das matérias mais cobradas nas provas de concursos, por isso comentarei mais uma questão de banca. Veja como a UPENET vem trabalhando esse assunto.

a) O verbo "fazer", no sentido de "tempo decorrido", deve ficar no singular; pois é um verbo impessoal - sem sujeito. Nesse caso, a forma correta seria: Faz quase trinta anos.

b) Ocorre a presença do "se" que nesse caso exerce a função de partícula apassivadora; portanto o verbo deve concordar com o sujeito que se encontra na voz passiva sintética. Para ficar mais fácil, basta questionar o verbo: tornou-se o quê? O sujeito é "as gerações"; diante disso, o verbo deverá ficar no plural: Hoje já se tornaram parte de nossa vida as gerações de eventos.

c) Não há erro! Os verbos estão concordando com seus devidos sujeitos: o termo "as aflições"...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas de Português - Banca Cesgranrio

 

A banca Cesgranrio "adora" questões relacionadas à concordância verbal; não deixe de publicar esse assunto. Lembrando Que TEMOS UM curso completo para uma banca local Nosso em, Anteriores Provas com, curso de gramática completo, Questões comentadas em VÍDEO E Suporte cabelo WhatsApp.

Primeiramente, para você não errar questões de concordância verbal, ache o verbo e semper o questione: quem + verbo / o que + verbo.

a) Muito cuidado com o "se", pois, quando ele se refere ao índice de indeterminação do sujeito, o verbo ficará no singular, apresentando sujeito indeterminado. Exemplos de casos mais comuns ocorrem com:

Precisa-se de
Necessita-se de
Trata-se de
Desconfia-se de


Perceba que nesse caso, haverá uma preposição ligada ao verbo, indicando a presença do objeto indireto. Esse termo não pode ser sujeito, dado que o núcleo do sujeito não...

Quero aprender mais...

Concordância do Verbo Haver nos Concursos Públicos

Verbo existindo nos públicos

Verbo HAVER is um dos verbos mais cobrados nas provas de cargos públicos e vestibulares, pois apresenta algumas maldades. Explicarei, nesta aula de português, para você sair bem

HAVER = EXISTIR = VERBO NO SINGULAR

Sempre que você pode substituir o verbo “haver” pelo verbo “existir”, tal verbo ficará no singular; p ois Sujeito Não Tem, ocorrendo Sujeito inexistente OU Oração sem Sujeito . Nesse caso, chamamos de verbo impessoal .

Atenção:

  • Verbo sempre não singular nenhum sentido de “existir”.
  • Ocorre sujeito inexistente orthing sem sujeito.
  • Conhecido como verbo impessoal.
  • Apresentará objeto direto como complemento do verbo.
  1. Havia muitas pessoas lá. = Existiam muitas pessoas lá.
  2. Não houve vagas suficientes. = Não existiram vagas suficientes.
  3. Sei que haverá bastantes...
Quero aprender mais...
Close

50% Complete

Ebook 50 questões de CRASE

Baixe agora o Ebook com Dicas e Macetes do Prof. Leo