Dicas de Português Para Concursos Públicos
OFERTA LIMITADA: ASSINE O PLANO DIAMANTE E LEVE JUNTO [GRAMÁTICA SIMPLIFICADA]

Sentar a mesa ou Sentar na mesa? Aprenda agora!

 

Hoje falarei sobre uma frase muito comum: Sentar na mesa. Muitas pessoas comentem erro quando empregam tal frase; não se preocupe, que hoje você entenderá a verdade.

Sentar na mesa.

A preposição "em" indica nesse contexto "em cima" ou "sobre algo"; por isso, quando falamos sentar na mesa, queremos dizer que devemos sentar sobre ela, não sendo educado, uma vez que sobre a mesa ficam os alimentos; mas é possível sim alguém sentar na mesa, todavia o sentido é diferente do que muitas vezes pretendemos dizer.

O termo "na mesa" exerce a função de adjunto adverbial; logo o verbo é apenas um verbo intransitivo.

Sentar a mesa.

Nesse caso, o termo "a mesa" indica um objeto direto, apresentando o sentido de "fixar algo"; pense no pedreiro, o qual tem a função de sentar os tijolos. O verbo seria nesse contexto transitivo direto.

Sentar-se à mesa.

O correto seria empregar tal verbo com...

Quero aprender mais...

Regência do Verbo Chegar e Ir

 

A regência do verbal é muito cobrada nas provas de concursos públicos, pois  e um assunto que as pessoas erram bastante. Hoje falarei sobre a regência de dois verbos essenciais: chegar e ir.

Esses verbos são verbos intransitivos, isto é, não precisam de complemento verbal (objeto direto ou indireto); eles vêm, normalmente, acompanhados de adjuntos adverbiais de lugar:

Chegarei à loja mais tarde.
Chegarei ao evento após as 18h.
Vou ao curso de português com ele.
Ele vai à palestra sobre o curso de gramática.

Esses termos: "à loja, ao evento, ao curso de português, à palestra" não são objeto indireto, mas adjuntos adverbiais que indicam lugar.

Não se empregam as preposições: em, no, na; devem-se sempre empregar as preposições: aà, ao. Muito cuidado com as regras do acento grave (crase).

Norma coloquial...

Quero aprender mais...

Regência do Verbo Pagar e Perdoar

 

A regência verbal é muito cobrada nas provas de concursos públicos e também até nos vestibulares; são tantos verbos na língua portuguesa, mas, normalmente, 20 verbos são mais cobrados: pagar, perdoar, assistir, responder, implicar, namorar, residir, obedecer, simpatizar, comunicar, avisar, visar, informar, preferir, aspirar,  esquecer, lembrar,  chamar, querer, custar. Tente estudá-los e dominá-los; você verá que valerá a pena.

Todavia falarei hoje sobre os verbos pagar e perdoar, os quais apresentam a mesma regência verbal.

Pagar e Perdoar = refere-se à pessoa = à - ao

Quando o completo do verbo for uma pessoa, deve-se empregar a preposição "à ou ao", claro que se deve obedecer às regras de crase. Nesse caso, os complementos serão objetos indiretos.

Ele pagou ao homem. = objeto indireto
Ele pagou à mulher. =...

Quero aprender mais...

Simulado de Português Comentado

1. A divisão silábica está incorreta em:
a) in-ter-ur-ba-no
b) psicologia
c) of-tal-mo-lo-gis-ta
d) felds-pa-to

Dica: A separação de palavras com prefixo (termo antes da palavra) deve ser de trás para frente: cada vogal puxa uma consoante.

in-te-rur-ba-no = de trás para frente (correto)
in-ter-ur-ba-no = de frente para trás (errado)

Se você vier sempre de "trás", não errará palavras com prefixo, tais como:

subentender = su-ben-ten-der
sublinhar = sub-li-nhar
transamazônica = tran-sa-ma-zô-ni-ca

Outra dica: Em palavras que terminem com "ia", se não houver acento na sílaba anterior, essas vogais se separarão, formando hiato.

psi-co-lo-gi-a
se-cre-ta-ri-a
a-gi-a

Lembre-se também de que não existe sílaba sem vogal, toda sílaba precisa de uma vogal .

2. “Ficou muito complicado para ___assumir o cargo, sem que se repartam as...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas da Banca FCC - Regência e Pronomes

 

A imitação, que tem papel fundamental nas artes cênicas, onde a prática, a repetição e o ensaio incessantes são imprescindíveis... (4o parágrafo)  Sem prejuízo para a correção e o sentido, o segmento sublinhado acima pode ser substituído por:

(A)  o qual é papel fundamental

Note que o pronome relativo retoma o substantivo feminino "imitação", logo não se pode empregar o pronome relativo "o qual", uma vez que esse elemento coesivo se encontra com artigo masculino "o". A frase ficaria incorreta quanto ao aspecto gramatical. Lembre-se de que o pronome "qual" é o único seguido de artigo, com o objetivo de tornar a frase mais clara.


(B)  cujo papel é fundamental

Uma dica é saber que o pronome relativo "cujo" será empregado entre dois substantivos; note que ele se encontra entre os substantivos "...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas da Banca IBFC - Questão de Regência

 

Uma das matérias de que a Banca IBFC vem cobrando em suas provas é a regência verbal; portanto, estude muito esse tópico. Saiba também que a banca tem o costume de cobrar 12 vezes mais comuns:

avisar - pagar - perdoar - esquecer - lembrar - chegar - ir - preferir - visar - assistir - namorar - implicar.

Vamos ao comentário de cada alternativa para você aprender ainda mais. Lembrando que a banca solicita a opção errada.

a) O supervisor chamou todos os funcionários.

O verbo "chamar", no sentido de "convocar", pede objeto direto. Posso chamar alguém, exigindo a presença dele.

Ele chamou seus filhos ontem.
Maria chama os professores, a fim de pagar a eles.

b) O adiamento do evento implicará em corte de verbas. 

O verbo "implicar", no sentido de "acarretar", pede objeto direto, isto é, não aceita as preposições "em, na, na". Uma coisa implica outra, por isso a forma...

Quero aprender mais...

Questões Comentadas de Crase da Banca Fundep

 

Considerando a norma-padrão, assinale a alternativa em que o emprego da crase é obrigatório e correto.

A) Carlos joga futebol à Pelé.

Quando houver sentido de "moda, estilo, maneira", deve-se empregar o acento grave, mesmo que a palavra seja masculina.

Moda
Estilo
Maneira

Ele vestiu-se à Luís XV.
Cortou o cabelo à Ronaldinho.

Perceba que fica subentendida a palavra:

Ele vestiu-se à moda de Luís XV.
Cortou o cabelo à maneira de Ronaldinho.

B) Esse mês iremos à festas de aniversário todos os fins de semana.

Não se emprega o acento grave, dado que todo "a" antes de plural é meramente uma preposição. Nesse caso, o sentido é restrito, ou seja, apenas algumas festas.

Há diferença de sentido:

Iremos a festas. = restringe
Iremos às festas. = generaliza

C) Nunca fui à Nova Iorque.

Para nomes de lugares, vamos aplicar esta...

Quero aprender mais...
Close

50% Complete

Ebook 50 questões de CRASE

Baixe agora o Ebook com Dicas e Macetes do Prof. Leo