Dicas de Português Para Concursos Públicos
OFERTA LIMITADA: ASSINE O PLANO DIAMANTE E LEVE JUNTO [GRAMÁTICA SIMPLIFICADA]

Sentar a mesa ou Sentar na mesa? Aprenda agora!

 

Hoje falarei sobre uma frase muito comum: Sentar na mesa. Muitas pessoas comentem erro quando empregam tal frase; não se preocupe, que hoje você entenderá a verdade.

Sentar na mesa.

A preposição "em" indica nesse contexto "em cima" ou "sobre algo"; por isso, quando falamos sentar na mesa, queremos dizer que devemos sentar sobre ela, não sendo educado, uma vez que sobre a mesa ficam os alimentos; mas é possível sim alguém sentar na mesa, todavia o sentido é diferente do que muitas vezes pretendemos dizer.

O termo "na mesa" exerce a função de adjunto adverbial; logo o verbo é apenas um verbo intransitivo.

Sentar a mesa.

Nesse caso, o termo "a mesa" indica um objeto direto, apresentando o sentido de "fixar algo"; pense no pedreiro, o qual tem a função de sentar os tijolos. O verbo seria nesse contexto transitivo direto.

Sentar-se à mesa.

O correto seria empregar tal verbo com...

Quero aprender mais...

Índice de Indeterminação do Sujeito

 

O SE pode ter mais de 15 funções morfológicas e sintáticas; hoje falarei sobre o índice de indeterminação do sujeito, pois é muito cobrado nas provas tanto de concursos públicos quanto de vestibulares.

Quando ocorre?

Ocorre quando há verbos transitivos indiretos, isto é, seguidos de objeto indireto, o qual pede uma preposição.

Preciso de ajuda.
Necessito de você.
Confiamos em Deus.

Ele servirá para indeterminar o sujeito da oração; ocorrendo, portanto, o sujeito indeterminado. O verbo deverá ficar sempre no singular, jamais no plural:

Precisa-se de ajuda.
Necessita-se de você.
Confia-se em Deus.

Isso acontecerá quando houver (verbo + se + preposição); lembre-se de que a preposição deve estar ligada sempre ao verbo.

Precisam-se de ajuda. = errado
Necessitam-se de você.  = errado
Confiam-se em Deus.  =...

Quero aprender mais...

Questão Comentada de Sintaxe sobre Aposto

Há vários tipos de aposto, falarei sobre os mais comuns para ajudar você em seus estudos. Primeiramente, vamos ao conceito de aposto:

O aposto é todo termo que explica, resumo ou especifica algum substantivo; normalmente, ele vem separado por pontuação (vírgula, dois pontos, travessões), mas pode também vir sem pontuação.

a) A praia de Copacabana é muito linda.

O termo "de Copacabana" tem a função de especificar o substantivo "praia", nesse caso, tal termo desempenha a função de aposto especificativo. Isso sempre ocorre quando um nome próprio especifica o substantivo.

Substantivo + nome próprio (rua Goiás)
Substantivo + de + nome próprio (cidade do Rio de Janeiro)

b) Conheci o professor Leo: jovem profissional.

O termo "jovem profissional" explica o substantivo "professor Leo"; nesse caso, ocorre o aposto explicativo, o qual vem separado...

Quero aprender mais...

Objeto Direto Preposicionado e Como Identificá-lo

 

O objeto é um complemento do verbo, podendo ser objeto direto ou indireto; mas, hoje, falarei sobre o objeto direto preposicionado. Muitos concurseiros têm dúvidas quanto se trata desse assunto.

O que é objeto direto?

Para entendermos o objeto direto preposicionado, devemos compreender o objeto direto, o qual completa o verbo transitivo direto; esse complemento deve ser um termo sem preposição.

Comprei o curso de português.
Vi duas mulheres na festa.
Analisei o curso online.

Note que temos objetos diretos: o curso de português; duas mulheres e o curso online.  Eles estão completando o verbo sem o auxílio de preposição.

O que seria objeto direto preposicionado?

O objeto direto pode apresentar preposição, a isso damos o nome de objeto direto preposicionado. A preposição não é obrigatória, mas facultativa. Uma superdica é que a...

Quero aprender mais...

Questão Comentadas Sobre Sintaxe

Hoje aprenderemos um pouco sobre sintaxe para você entender melhor essa matéria, pois é uma das mais cobradas nos cursos públicos e vestibulares. 

Quanto ao verbo da frase: "O Homem estava em casa.", pode-se afirmar que:

a) Há objeto indireto

Só ocorre objeto indireto com verbos transitivos indiretos; o objeto indireto é um termo seguido de preposição: a, ao, de, com, em, para, sobre...

Preciso do curso do Professor Leo.
Necessito de ajuda na língua portuguesa.

Mas nem sempre que houver preposição ao lado do verbo quer dizer que ocorre objeto indireto, a preposição pode se encontrar ao lado de um verbo intransitivo:

Saiu de casa para estudar português.
Chegaram ao curso de português atrasados.

Embora "de casa" e "ao curso" estejam com preposição e ao lado do verbo, eles não são objetos indiretos, pois os verbos são intransitivos....

Quero aprender mais...

Simulado de Português Comentado

1. A divisão silábica está incorreta em:
a) in-ter-ur-ba-no
b) psicologia
c) of-tal-mo-lo-gis-ta
d) felds-pa-to

Dica: A separação de palavras com prefixo (termo antes da palavra) deve ser de trás para frente: cada vogal puxa uma consoante.

in-te-rur-ba-no = de trás para frente (correto)
in-ter-ur-ba-no = de frente para trás (errado)

Se você vier sempre de "trás", não errará palavras com prefixo, tais como:

subentender = su-ben-ten-der
sublinhar = sub-li-nhar
transamazônica = tran-sa-ma-zô-ni-ca

Outra dica: Em palavras que terminem com "ia", se não houver acento na sílaba anterior, essas vogais se separarão, formando hiato.

psi-co-lo-gi-a
se-cre-ta-ri-a
a-gi-a

Lembre-se também de que não existe sílaba sem vogal, toda sílaba precisa de uma vogal .

2. “Ficou muito complicado para ___assumir o cargo, sem que se repartam as...

Quero aprender mais...

O que é vocativo e como identificá-lo?

 

O vocativo é um termo que faz parte da análise sintática, isto é, da sintaxe. Ele é muito cobrado nas provas de concursos de públicos e vestibulares; por isso falarei várias dicas sobre ele a fim de facilitar seus estudos.

O que é vocativo?

É um termo usado para se dirigir a alguém em uma conversa ou cumprimento. Ele vem sempre separado por vírgula.

Paula, como vai seu pai?

Maria, eu te amo muito.

Perceba que, normalmente, é um nome próprio, o que torna ainda mais fácil identificar o vocativo nas frases. É possível também ser uma palavra substantiva, desde que esse termo tenha a finalidade de "chamar" a atenção.

Meninos, preciso que fiquem quietos.

Turma, hoje não darei aula de português.

Note que você está começando a entender o que é vocativo de forma bem simples e objetiva, MAS ainda não acabou.

Qual...

Quero aprender mais...

Simulados de Português Comentados

Vamos aprender mais sobre a língua portuguesa com algumas questões de concursos públicos. Comentarei casa alternativa para que assim você tenha a melhor compreensão.

1. O termo em destaque está classificado erradamente em:
a) A dos garotos é melhor. (pronome demonstrativo)
b) O homem são sabe o que faz. (adjetivo)
c) Os que chegaram são novos. (pronome relativo)
d) O infeliz falou muitas mentiras. (adjetivo)

a) Quando o "a" vier antes da preposição "de, do, da" e puder ser trocado pelo pronome demonstrativo "aquela", teremos um pronome demonstrativo: Aquela dos garotos é melhor. 

b) Sempre analise o contexto para classificar uma palavra quanto à morfologia; note que "são" faz papel de qualificar o substantivo "homem", logo temos um adjetivo.

c) Quando vier "o que", o "o" será pronome demonstrativo "aquilo" e o "que" será pronome relativo. A frase seria: Aqueles que...

Quero aprender mais...

Como Diferenciar o Adjunto Adnominal do Complemento Nominal

Adjunto adnominal 

Sempre que o termo preposicionado estiver ligado a substantivo concreto, será adjunto adnominal; já se estiver ligado a substantivo abstrato, ele deverá ter sentido ativo, isto é: praticar ação sobre o substantivo.

Substantivo concreto + de = adjunto adnominal

O anel de ouro = substantivo concreto
O livro do garoto = substantivo concreto
A mulher do vizinho = substantivo concreto

Perceba que todos os termos preposicionados estão ligados a substantivo concreto, portanto eles exercem a função de adjunto adnominal.

Complemento Nominal

Sempre está ligado a substantivo abstrato, nunca a substantivo concreto. 

Substantivo abstrato + de = poder ser complemento nominal

O medo de escuro = substantivo abstrato
A ida ao parque = substantivo abstrato
A descoberta do Brasil = substantivo abstrato

Diferença entre  o Adjunto Adnominal e Complemento Nominal

...

Quero aprender mais...

Questão Comentada da Banca IBFC Sobre Sintaxe

 

O verbo "há" é o filho do verbo "haver", note que o filho carrega a genética do pai. Vejamos, então, como esse verbo se classifica.

O verbo "haver", no sentido de existir, é considerado um verbo impessoal, ou seja, não apresenta sujeito em sua estrutura. Esse verbo apresenta três características essenciais:

Fica não singular
Apresenta objeto Direto
Contamina o verbo anterior 

Já mais coloque o verbo "haver" no plural, quando este apresentar o sentido de "existir"; não deve ir para o plural, já que não apresenta sujeito.

Havia pessoas na festa ontem.
Há pessoas na festa do Marcos.

Não apresenta sujeito, mas possui objeto direto. Essa é uma maldade nas questões de concursos públicos, pois a maioria dos estudantes acha que há sujeito.

Havia pessoas na festa ontem. = objeto direto
pessoas na festa...

Quero aprender mais...
1 2
Close

50% Complete

Ebook 50 questões de CRASE

Baixe agora o Ebook com Dicas e Macetes do Prof. Leo